Ministro Kassio Nunes foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o STF
Nelson Jr./SCO/STF
Ministro Kassio Nunes foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o STF

Após o ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, apresentar um voto contrário à denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR), que solicitava o indiciamento do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP-PI), sobrará para Kassio Nunes desempatar a votação - que atualmente encontra-se em 2 a 2. As informações são da CNN Brasil.

A acusação é originária da Operação Lava Jato. Nela, a força-tarefa acusa o senador de obstruir investigações a respeito de uma suposta organização criminosa de integrantes do PP.

Leia mais: Eduardo Bolsonaro: "Uma hora as ordens do STF não serão mais cumpridas"

Iniciado em 2018, o julgamento sobre o futuro de Ciro Nogueirafoi suspenso após pedido de vista - ou seja, pedido de tempo para análise - do ministro Gilmar Mendes. Na última sexta-feira (13), o magistrado retomou a votação apresentando um voto divergente em relação a denúncia.

Você viu?

No dia seguinte, Lewandowski acompanhou o voto de Gilmas e empatou a votação com outro voto contrário. Os ministros Edson Fachin e Carmen Lúcia aceitaram o pedido de indiciamento.

Saiba: Polícia Civil investiga 'cocaína rosa' vendida na Esplanada dos Ministérios

Em sua decisão, Ricardo alega que acompanha o "Ministro Gilmar Mendes e voto pela rejeição da denúncia formulada em desfavor de Ciro Nogueira Lima Filho, Eduardo Henrique da Fonte Albuquerque Silva e de Márcio Henrique Junqueira Pereira, com fundamento no art. 395, I, II e III, do CPP".


Dessa maneira, o ministro do STF indicado por Bolsonaro, Kássio Nunes Marques, decidirá o futuro do ministro da Casa Civil indicado por Bolsonaro, Ciro Nogueira. O magistrado tem até as 23h59 desta sexta (20) para registrar seu voto no plenário virtual da Suprema Corte. Há a possibilidade de votação, pedido de vista ou de destaque - que levaria o caso à plenário físico da 2ª turma do STF.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários