Polícia Civil investiga 'cocaína rosa' vendida na Esplanada dos Ministérios
Reprodução
Polícia Civil investiga 'cocaína rosa' vendida na Esplanada dos Ministérios

Um grupo de agentes integrantes da Polícia Civil do Distrito Federal , que atuam como Investigadores da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), apreenderam, na última quinta-feira (19), uma nova substância nas proximidades da Esplanada dos Ministérios. Trata-se da 'cocaína rosa', uma nova espécie de entorpecente consumida por usuários de alto poder aquisitivo. Isso porque a 'Pink Powder' é muito mais cara do que o pó branco tradicional. As informações são do portal Metrópoles.

Apurações da PC indicam que a droga seria consumida por servidores da Esplanada dos Minitérios e, desde junho deste ano, os agentes investigavam um traficante, de 54 anos de idade, que vivia uma vida luxuosa e que repassava a substância para os consumidores na capital federal.

Saiba mais: Eduardo Bolsonaro: "Uma hora as ordens do STF não serão mais cumpridas"

O rapaz foi abordado pelos policiais quando se preparava para fornecer os entorpecentes aos usuários e foi flagrado com um revólver calibre 38 municiado, facas e outros objetos de valor. Junto ao criminoso, havia um cofre de aço, três quilos de cocaína, outra pistola calibre .380 importada, munições, relógios, joias e cerca de R$ 19 mil em espécie.

Você viu?

Um livro de contabilidade foi apreendido, o que indica o método de controle utilizado pelo traficante. Máquinas de pagamento com cartão de crédito, dois carros e uma motocicleta também foram apreendidos. Mas o que chamou a atenção dos policiais foi a enorme quantidade de transações financeiras realizadas via PIX.

Leia: Bolsonaro aciona STF para proibir a Corte de abrir inquérito sem aprovação do MP

O delegado Rogério Rezende, coordenador da Cord, explicou que "essa movimentação financeira ocorreu apenas no mês de abril. O volume de vendas era enorme e proveniente do tráfico de cocaína para usuários de alto poder aquisitivo".


Viagens realizadas com frequência aos Estados Unidos revelam o local onde o criminoso adquiria a droga para o repasse. O traficante mantinha uma casa na região de San Mateo, na Califórnia. Agora, o rapaz responderá pelos crimes de porte e posse de armas ilegais de fogo, porte de arma branca e de flagrante delito por tráfico de drogas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários