Governador do Rio de Janeiro promete 'pente-fino' no sistema penitenciário
Reprodução
Governador do Rio de Janeiro promete 'pente-fino' no sistema penitenciário

O governador do Rio de Janeiro Cláudio Castro disse em vídeo na noite de hoje (17) que o governo do estado fará uma operação pente-fino na Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

Anúncio foi feito após a prisão preventiva do secretário de Administração Penitenciária Raphael Montenegro, por manter contato com lideranças da facção criminosa Comando Vermelho e ter ido até o presídio federal de Catanduvas, no Paraná, conversar com o traficante Marcinho VP, um dos líderes dessa organização criminosa.


Você viu?

“É importante esclarecer também que a exoneração de Raphael Montenegro já estava decidida. E isso foi amplamente divulgado pela imprensa na semana passada. Nós estávamos buscando alguém com perfil de integração entre as forças de segurança estadual e federal”. Vai assumir o cargo, o delegado federal Victor Hugo Poubel. Castro elogiou o trabalho da Polícia Federal, que está fazendo o seu papel. “O Estado é o maior interessado nesse processo e tudo será feito com a maior transparência”, informou.

O governador disse que não faz concessões nem com o tráfico nem com a milícia. “Às vezes sofro duras críticas, mas combatemos o crime de frente, não tem negociação com bandidos. Desde que assumimos o governo em 28 de agosto de 2020, a Vara de Execuções Penais consultou 38 vezes sobre a possibilidade de transferência das lideranças do crime organizado de presídios federais para o Rio de Janeiro e, em todas elas, a Polícia Civil se manifestou contrária a esses pedidos”.


Claudio Castro afirmou ainda que ninguém negocia pelo governo do Estado. “Não tem negociação com o tráfico nem com a milícia. Isso é uma afronta aos mais de 80 mil homens e mulheres – policiais civis, militares e penais que combatem o crime diariamente e, muitas vezes, dão à vida para proteger a nossa população”, afirmou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários