Ex-governador Geraldo Alckmin
Reprodução/Wikimédia Communs
Ex-governador Geraldo Alckmin



O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin afirmou publicamente que pode deixar o PSDB, legenda pela qual foi eleito ao Palácio dos Bandeirantes por quatro vezes, além de ter disputado duas eleições presidenciais.

"Se esse for o pensamento do povo de São Paulo, é nosso dever sempre estar à disposição para servir à população", disse Alckmin em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo. A definição pode ocorrer nas próximas semanas.

Você viu?

No último mês de maio, Alckmin já havia sinalizado que poderia deixar o PSDB . À época, o comunicado teria sido feito a pessoas próximas, de acordo com informações da jornalista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo.

Segundo a colunista, o anúncio de filiação do vice-governador Rodrigo Garcia ao PSDB,  o que consolidaria a candidatura do mesmo ao governo de São Paulo - atrapalhando o caminho de Alckmin -, motivou definitivamente a sua saída do partido, do qual é um dos mais antigos militantes, estando entre os dez primeiros filiados.


Vale ressaltar que Garcia teve no PSDB o patrocínio de Doria, com quem Alckmin já vem se estranhando há algum tempo. A desavença chegou a um ponto que o atual governador não garante o apoio a ele nem mesmo em uma eventual disputa ao Senado. Alckmin já recebeu sondagens e convites de partidos, entre eles, MDB, Podemos, PSD, PSB e DEM.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários