Desaparecimento de adolescentes da Baixada Fluminense
Reprodução: Redes Sociais
Desaparecimento de adolescentes da Baixada Fluminense

Um dos principais suspeitos de envolvimento no  desaparecimento de três meninos em Belford Roxo, saiu da cadeia pela porta da frente. O traficante José Carlos dos Prazeres Silva, o Piranha, de 41, cumpria uma pena de seis anos de prisão quando foi beneficiado pela saída do Dia das Mães, no dia 15 de maio de 2017. O benefício previa que ele deveria retornar em uma semana, mas Piranha nunca mais voltou ao xadrez e se tornou foragido.

De 2017 para cá , Piranha ascendeu na hierarquia do crime, de acordo com a polícia. Integrante do terceiro escalão de uma facção criminosa, é um dos bandidos mais procurados do Rio. Em seu nome, segundo o dados disponibilizados pelo Conselho Nacional de Justiça, há sete mandados de prisão.

O último deles foi expedido dia 24 de junho por crime de tortura, quando Piranha teve a preventiva decretada pela 1ª Vara Criminal de Belford Roxo, por envolvimento na tortura de um homem, apontado injustamente como o responsável pelo sumiço dos três garotos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários