Fábio Damon Fragoso, guarda municipal que atirou e matou três pessoas em bar em Vigário Geral
Reprodução/redes sociais
Fábio Damon Fragoso, guarda municipal que atirou e matou três pessoas em bar em Vigário Geral

O guarda municipal Fábio Damon Fragoso da Silva, de 46 anos, que matou três pessoas e deixou outras três feridas na noite desta segunda-feira (12) depois de abrir fogo em um bar de Vigário Geral, na Zona Norte do Rio do Janeiro, não tem porte de arma, de acordo com a Polícia Federal . Segundo a PF, o homem tem apenas posse de arma, não podendo circular com arma de fogo fora de casa. O registro estava válido desde 2017.

Na cidade do Rio, a Guarda Municipal não trabalha armada. Fábio estava de folga quando cometeu o crime na Rua Mauro. Conhecido como Fábio Bomba, ele teria discutido com frequentadores do local. Em vídeos que circulam nas redes, Fábio grita que foi vítima de "trairagem". Pessoas ao redor afirmam aos policiais que "o homem surtou". Os três mortos foram identificados como André da Silva Ramos; Anderson Pinto Lourenço e Délcio Fernando Gonçalves.


Na ação desta segunda, o guarda chegou a disparar também contra policiais que foram verificar a ocorrência, mas nenhum policial militar ficou ferido. O atirador foi baleado e está sob custódia no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha.

Em 2018, ele chegou a receber uma moção da Câmara Municipal do Rio, junto com outros guardas municipais. Em nota, a corporação informou que já abriu um processo disciplinar para apurar a conduta do agente e que também irá colaborar com as investigações policiais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários