PM será investigada após vídeo compartilhado nas redes sociais
Reprodução
PM será investigada após vídeo compartilhado nas redes sociais

Uma policial militar é investigada após compartilhar um vídeo nas redes sociais no qual aparece dançando funk com uma arma de fogo na cintura. A publicação foi feita no último fim de semana e as imagens foram repercutidas em grupos de WhatsApp . As informações são do portal UOL .

A gravação gerou críticas da população de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul , cidade em que a profissional atua. Além da reação negativa provocada em seus colegas de trabalho. O caso foi denunciado à Corregedoria nessa segunda-feira (12).

No vídeo, a PM aparece dançando com a pistola na cintura enquanto segura uma garrafa de cerveja. Apesar de estar portando a arma, de acordo com as informações, a profissional estava em um momento de folga.

Depois do ocorrido, a mulher levou a gravação para ser discutida internamente e, por meio de nota, a corporação disse que "repassou o conteúdo para a Corregedoria da PMMS, que irá adotar as providências cabíveis ao caso".

Você viu?

Um processo administrativo será aberto pela PM para apurar as circunstâncias do caso, que deve durar de 15 a 30 dias. No fim da ação deve ser decidido se ela receberá algum tipo de punição.

Enquanto o processo é investigado, a policial continuará trabalhando normalmente. Ela deixou o perfil privado nas redes sociais e apagou a conta do TikTok , aplicativo onde o conteúdo foi publicado.

De acordo com a apuração do portal UOL, a profissional precisou comparecer à delegacia nesta terça e prestar depoimento sobre o caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários