Advogada e modelo Liziane Gutierrez
Reprodução
Advogada e modelo Liziane Gutierrez

No último sábado, 10, a advogada e modelo Liziane Gutierrez  se revoltou com agentes de uma blitz que encerrava uma festa clandestina em que ela estava no Jardins, bairro nobre de São Paulo. Um vídeo do momento circula nas redes sociais (veja abaixo). No perfil dela, a socialite comentou a repercussão e disse ter errado. A festa tinha pelo menos 500 pessoas , muitas delas sem máscara de proteção contra a Covid-19.

"Eu sou sincera, sempre fui e sempre vou ser, tô mal por essa situação, por ter errado e por ter vídeos fora do contexto. Hoje, às 19h vou fazer uma live e a gente conversa, deixem eu me explicar depois vocês me criticam", escreveu a socialite no Instagram.

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) publicou um vídeo nas redes sociais no qual aparece acompanhando a blitz e falando sobre a festa clandestina. Liziane aparece xingando os agentes e dizendo para eles irem para a favela.

Segundo Frota, os ingressos do evento que contava com show da dupla sertaneja Matheus e Kauan, custavam até R$ 1.600. A festa aconteceu no escritório do advogado Adib Abdouni, no Jardim Paulista. Em registros nas redes sociais, Abdouni aparece sem máscara no evento. O escritório não se posicionou sobre o caso.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a responsável pelo local da festa foi levada para uma delegacia e foi autuada por infração de medida sanitária preventiva, com pena que vai de um mês a um ano de prisão. "Eu loquei o espaço e fiz o evento, infelizmente às 23h eu não consegui tirar o pessoal", disse Alzira Scarabucci à TV Globo. Multas também foram aplicadas por aglomeração e falta de uso de máscaras.

- Com informações de UOL.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários