Presidente Jair Bolsonaro criticou o anúncio do governador do Rio Grande do Sul que assumiu a sua homossexualidade
Agência Brasil
Presidente Jair Bolsonaro criticou o anúncio do governador do Rio Grande do Sul que assumiu a sua homossexualidade

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou aos seus apoiadores, na manhã desta sexta-feira (02), que o anúncio do governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB) - que assumiu sua homossexualidade -, é o seu "cartão de visitas" para as eleições de 2022 . Segundo presidente, Leite "está se achando o máximo" após a declaração.

"O cara ontem… eu não vou falar aqui não que dá problema…. O cara ontem já tá achando que é o máximo. Não fala [o nome] não, tá? Tá se achando o máximo, né? Se achando o máximo… ‘Olha’, bateu no peito, ‘eu assumi’. Que… que… É o cartão de visita pra candidatura dele", declarou Bolsonaro na saída do Alvorada.

Na sequência do comentário, o presidente ressaltou que não tem nada contra a vida de ninguém, mas declarou ser "homofóbico, sim, com muito orgulho". Na visão de Bolsonaro, homossexuais não devem "impor o seu costume, o seu comportamento para os outros, não".


Leite disputará as prévias tucanas para concorrer ao Palácio do Planalto nas eleições presidenciais de 2022. No embate dentro do PSDB , encontram-se na disputa João Doria, governador de São Paulo; Tasso Jereissati, senador da República pelo Ceará; e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários