Justiça realiza operação de reintegração de posse de terreno da Petrobras em Itaguaí
Reprodução/TV Globo
Justiça realiza operação de reintegração de posse de terreno da Petrobras em Itaguaí


A Justiça determinou a reintegração de posse do terreno da Petrobras em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Oficiais de justiça tentam cumprir a determinação, com apoio do Batalhão de Choque e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Blindados auxliam na operação, em local que moram mais de 400 famílias sem terra .

A entrada do município estava interditada por volta das 7h30 para a realização da operação. Por volta das 7h50, o clima de tensão aumentou com a tentativa dos policiais de retirarem o portão.

Pouco antes das 8h, policiais com escudos conseguiram passar pelo portão e entraram no acampamento, após confronto com os manifestantes. Casas pegaram fogo após o início da reintegração de posse.

Você viu?

Uma barricada foi incendiada e policiais jogavam água por cima da barricada. De dentro do acampamento, moradores jogavam objetos e tentavam resistir. Bombas de efeito moral foram lançadas para dispersar os moradores do acampamento. Muitos deles foram vistos saindo do terreno por uma área de mata. Alguns moradores ainda resistem. Focos de incêndio foram identificados e Bombeiros atuam no local.

Incêndio em ocupação em terreno da Petrobras em Itaguaí
Reprodução/TV Globo
Incêndio em ocupação em terreno da Petrobras em Itaguaí



No início do mês passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a suspensão por seis meses de ordens ou medidas de desocupação de áreas que já estavam habitadas antes de 20 de março do ano passado, quando foi aprovado o estado de calamidade pública em razão da pandemia da Covid. O terreno da Petrobras em Itaguaí, no entanto, foi ocupado no início do mês de maio.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários