Câmera flagra agressão a idosos durante assalto no litoral de SP
Reprodução
Câmera flagra agressão a idosos durante assalto no litoral de SP


Uma  câmera de segurança flagrou o momento da agressão a dois idosos, de 73 e 75 anos, durante um assalto em Mongaguá, no litoral de São Paulo. Imagens divulgadas pela Polícia Civil mostram dois criminosos se aproximando e dando coronhadas na cabeça do idoso, pouco antes de atirarem no casal. A equipe de investigação tenta localizar os suspeitos após conseguir os vídeos.

O crime ocorreu na tarde deste domingo (27), na Rua Honduras, no bairro Vila Vera Cruz, por volta das 13h. A idosa e o esposo são moradores de Itatiba, no interior paulista, e têm casa no litoral. Eles foram alvos de dois criminosos, que tentaram levar o carro do casal. As vítimas se assustaram no momento da abordagem.

A mulher, ao descer do veículo, acabou atingida por um disparo no joelho esquerdo. Na sequência, o esposo foi baleado na região do abdômen. Segundo o relato da idosa, eles chegaram a levar o celular e pertences do marido, mas não o carro. Ela foi atendida no Pronto Socorro da cidade, e o esposo foi transferido para o Hospital Regional de Itanhaém, cidade vizinha. A Secretaria de Saúde do Estado informou que não tem autorização para passar dados sobre o quadro da vítima.

Assim que tomaram ciência do ocorrido, policiais civis da Delegacia Sede de Mongaguá iniciaram as investigações, com a obtenção de imagens de sistemas de monitoramento das proximidades. As equipes, lideradas pelo delegado titular Luiz Antônio Pereira, prosseguem com os trabalhos para identificação e prisão dos autores.

Por meio das imagens, ainda é possível ver que, pouco depois, uma mulher se junta aos bandidos. A Polícia Civil faz diligências para tentar localizar os suspeitos. Segundo o delegado, pessoas que reconhecerem o trio podem ajudar denunciando.

Você viu?

"Duas pessoas nitidamente participam do crime, e há suspeita do envolvimento de outra mulher, que aparece nas imagens. A vítima já esteve na delegacia prestando informações. Solicitamos às pessoas que eventualmente conheçam os criminosos que façam contato com a polícia pelo 181 ou o 190, da Polícia Militar", salienta Pereira.

Mulher vista com os suspeitos após o assalto
Divulgação/Polícia Civil
Mulher vista com os suspeitos após o assalto


"Precisa ver o que fizeram na cabeça dele [esposo]. Deu muita coronhada, estava escorrendo [sangue], e ele levou pontos. Não dá para descrever, é muita violência, muito rápido, e o assaltante mandava calar a boca", descreveu a idosa, que preferiu não se identificar, em entrevista ao G1.

Segundo explicou a idosa, o casal estava prestes a voltar para a cidade onde mora, quando foi abordado. O esposo fechava o portão, enquanto ela já estava no carro. "Eu nem vi [os bandidos chegarem], porque eu estava de costas. Quando olhei, eles seguravam meu marido e davam coronhadas na cabeça dele. Olhei para cima e para baixo, e comecei a gritar", lembrou. Os criminosos atiraram na perna dela e na barriga do esposo, que também estava com a cabeça ferida.


Ela conta que os bandidos ficaram procurando as chaves do automóvel e não encontraram, e que não houve chance de qualquer defesa, já que a dupla os abordou com violência. Após os disparos, os criminosos roubaram os pertences do homem e fugiram do local. Mesmo machucado, o idoso foi dirigindo até o Pronto Socorro Central do município. Entretanto, a sensação de insegurança é grande para a idosa, que pretende vender a casa.

"Já tem mais de 12 anos que temos casa [no litoral], e nunca aconteceu isso. Agora dá medo. A primeira coisa é vender a casa, não quero saber. A gente trabalha anos, aposenta e compra a casa, e depois vem essas pessoas. Trabalhamos tanto para ter um lazer, mas não adianta", desabafou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários