Bolsonaro
O Antagonista
Bolsonaro

Enquanto o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) falava em risco de vida , onze partidos se colocaram contra a proposta de mudança para voto impresso, bandeira de Jair Bolsonaro. As informações são da colunista da Folha, Camila Mattoso.

Em videoconferência na manhã deste sábado, com a presença dos presidentes do PSDB, MDB, PP, DEM, Solidariedade, PL, PSL, Cidadania, Republicanos, PSD e Avante, ficou estabelecido a ideia que todos tem confiança no atual sistema de votação e apuração.  

"O mais importante do encontro foi juntar partidos mais à esquerda e mais à direita, todos eles contra o voto impresso. Todos confiando no sistema atual, lógico que com a garantia de transparência nem fraude no sistema", afirmou o deputado Paulinho da Força, presidente do Solidariedade.

"Foi importante os partidos todos esses terem se posicionado em defesa do atual sistema. Isso definitivamente mata o assunto na Câmara. Esses partidos representam mais de 2/3 da Casa. Acho que o assunto vai ser enterrado", completou.

O voto impresso é uma das principais bandeiras do presidente Jair Bolsonaro, que afirmou na última sexta-feira já ter um acerto com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para a destinação de R$ 2 bilhões para uma futura implantação do voto impresso auditável no Brasil.

“Se o Congresso promulgar, teremos voto impresso em 2022. Os 2 bilhões, já falei para o Paulo Guedes, está garantido (sic)”, alegou o presidente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários