Flagrante do furto de caixas eletrônicos em Minas Gerais
Divulgação/FICCO
Flagrante do furto de caixas eletrônicos em Minas Gerais


Duas pessoas, de 18 e 30 anos, foram detidas, em Uberlândia, suspeitas de participarem de uma quadrilha especialista em furtos de caixas eletrônicos . O flagrante foi dado enquanto os suspeitos usavam equipamento para retirar os envelopes de depósito dos caixas. Eles ja haviam sido flagrados em Uberaba. As informações são do Estado de Minas. 

A ação teve início após denúncia feita à Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) de Uberlândia. De acordo com representantes de um banco privado, os suspeitos foram flagrados utilizando um equipamento chamado "jacaré". A ferramenta é utilizada para retirar envelopes depositados, de dentro do caixa eletrônico, como uma pescaria. 

O flagrante se deu em uma agência no Bairro Santa Mônica, na zona leste da cidade, entretanto, não foram as mesmas pessoas envolvidas. Segundo imagens gravadas pela câmera de segurança do banco, cedidas à Polícia Federal, exibiam os mesmos suspeitos em uma agência da mesma instituição em Uberaba, no dia 10 de junho, quando eles conseguiram realizar o furto dos envelopes.

Você viu?

As denúncias leveram os policiais a um homem e uma mulher visto nas imagens de segurança da agência. No carro do casal, foi encontrado o acessório chamado "jacaré" e as roupas usadas no furto em Uberaba.

Os valores desfalcados não foram revelados. De acordo com a FICCO, os suspeitos são residentes de São Paulo, e há indícios que já tenham cometidos outros furtos na região e em outros estados. Ambos foram encaminhados para o presídio de Uberlândia.


Os suspeitos responderão por crimes de furto qualificado tentado na agência do Banco ITAU em Uberlândia e furto qualificado consumado na agência de Uberaba. Juntos do casal foi encontrado um jovem de 17 anos, que  não foi autuado, mas acabou sendo entregue ao Conselho Tutelar de Uberlândia para que houvesse o acolhimento institucional e a busca pelos responsáveis do jovem. Ainda se investiga a participação dele nos furtos.

A FICCO é um força tarefa formada pelas polícias Federal, Civil, Militar, Penal e Rodoviária Federal.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários