Leidenaura, 37 anos, foi vítima de feminicídio no Distrito Federal
Reprodução/Facebook
Leidenaura, 37 anos, foi vítima de feminicídio no Distrito Federal


Familiares de Leidenaura Moreira Rosa da Silva, 37 anos, afirmaram que a mulher já havia denunciado o ex-companheiro, há 1 ano atrás, antes de ser atacada à facada no pescoço , na tarde do último domingo (6), em Planaltina (DF). A moça deixou 6 filhos, 5 deles já haviam perdido pai, há 9 anos, vítima de um acidente de trânsito. As informações são do Metrópole.

A relação do casal era amrcada por ameças, agressões e separações. Valdemir Pereira da Silva e Leidenaura “moravam juntos, mas se separaram recentemente. Há alguns dias decidiram reatar. Ela já havia denunciado o companheiro e chegou a pedir medida protetiva à época”, relatou familiar.

Familiar ressaltou que a vítima não falava sobre o assunto, e que o não via a mulher há um bom tempo. “Acho que somente ela e as crianças sabiam o que acontecia dentro daquela casa, pois quando ela se juntou com ele e foi morar na Estância 5, se afastou bastante da gente, inclusive já tinha algum tempo que eu não a via”, disse.

O feminicídio ocorreu na tarde deste último domingo (6). O Corpo de Bombeiros Militar (CBMDF) foi chamado, mas ao chegar ao local, os moradores já haviam levado a vítima ao hospital.


De acordo com a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), Leidenaura chegou ainda com vida à unidade de saúde, mas faleceu após parada cardíaca. Os bombeiros também atenderam Valdemir Júnior, que foi agredido pela vizinhança após o feminicídio. Apesar de algumas escoriações, o homem não precisou ser levado ao hospital. Ele acabou preso em flagrante e levado para a 16ª Delegacia de Polícia (Planaltina), que investiga o caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários