Comitê de Blitze encerrou uma festa clandestina com 235 pessoas na Zona Leste de São Paulo
Reprodução/Governo de São Paulo
Comitê de Blitze encerrou uma festa clandestina com 235 pessoas na Zona Leste de São Paulo

Na Mooca , Zona Leste de São Paulo, uma festa clandestina com 235 pessoas foi encerrada pelo Comitê de Blitze do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo, na madrugada deste domingo (6). Entre os participantes do evento, 68 não utilizavam máscaras de proteção facial .

A ação foi realizada pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope), em conjunto com a Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e órgãos fiscalizadores do município.

Entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo, as equipes autuaram cinco estabelecimentos comerciais na Capital, localizados nos bairros da Liberdade, Aclimação, Jardim Paulista, Bela Vista, Consolação e Parque da Mooca.

No total, a Polícia Militar apoiou 11 ações da Vigilância Sanitária, Procon e município. Foram realizadas 994 dispersões. 

Fiscalização em Campos do Jordão

Além das ações na capital, a força-tarefa também atuou no município de Campos do Jordão . Ao todo, três festas com mais de 200 pessoas foram desmobilizadas e 25 estabelecimentos foram notificados por aglomeração.

Desde o início do feriado de Corpus Christi a cidade turística, no interior de São Paulo, vem registro inúmeros pontos de aglomeração . Visitantes se reúnem sem máscara na região central para beber e conversar. 

Todos os estabelecimentos notificados, assim como os responsáveis pelos imóveis e locações envolvidas, serão multados e enquadrados na Lei Municipal 4.033/20, que informa as medidas de combate à pandemia na cidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários