Jonas Correia de França foi atingido no olho por uma bala de borracha disparada pela polícia protesto no recife; ele não participava da manifestação
Foto: Genivaldo Fernandes/Divulgação
Jonas Correia de França foi atingido no olho por uma bala de borracha disparada pela polícia protesto no recife; ele não participava da manifestação

Foi identificado e afastado de suas funções o policial militar que efetuou o disparo de bala de borracha que atingiu o olho do arrumador de contêiner Jonas Correia de França, de 29 anos, durante a manifestação contra o governo  no Centro do Recife no último sábado (29). As informações foram dadas pelo secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua, durante entrevista ao programa Por Dentro, da TV Jornal, na tarde desta quinta-feira (3).

Oito militares foram afastados até o momento. Ainda não se sabe quem foi o responsável por atirar contra o adesivador Daniel Campelo da Silva, de 51 anos, segundo o secretário.

Ambas as vítimas não participavam do ato contra Bolsonaro que acontecia em diversas cidades do país. Os dois homens perderam a visão dos olhos em que foram atingidos. 

No Recife, a passeata acontecia pacificamente entre a Praça do Derby até a Avenida Conde da Boa Vista, até forças policiais agirem com truculência contra os manifestantes.

Três dias após o episódio, o Governo de Pernambuco exonerou o coronel Vanildo Maranhão , comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco desde fevereiro de 2017, que entregou o cargo. Ele será substituído por José Roberto Santana, que toma posse às 8h desta sexta-feira (4) no Quartel do Derby.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários