Vacinas são seguras e reduzem a chance de complicações decorrentes da Covid-19
Reprodução: ACidade ON
Vacinas são seguras e reduzem a chance de complicações decorrentes da Covid-19

Uma idosa de 77 anos morreu, no município de Esperança do Sul, no Rio Grande do Sul, vítima da Covid-19. Apesar da idade e de pertencer a grupo de risco, ela havia recusado se vacinar.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde da cidade disse que a idosa assinou um termo recusando a imunização.

“Sabe-se que hoje as vacinas existentes não protegem 100% a pessoa imunizada de se contaminar, porém previnem que a doença evolua para os casos mais graves, onde exigem internações e que podem levar ao óbito”, dissea secretaria.

Nota da Prefeitura de Esperança do Sul

Você viu?

"A Secretaria Municipal de Saúde de Esperança o Sul vem através desta nota informar e esclarecer a sua população, sobre a paciente de 77 anos que faleceu no último domingo, dia 23/05, em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.

Como a vacina do Covid-19 é opcional e não obrigatória, a idosa optou por não ser imunizada, através da assinatura de um termo de recusa, medida sugerida pela Coordenadoria Regional de Saúde, este referido termo é assinado por todos os pacientes que decidem não tomarem a vacina.

Sabe-se que hoje as vacinas existentes não protegem 100% a pessoa imunizada de se contaminar, porém previnem que a doença evolua para os casos mais graves, onde exigem internações e que podem levar ao óbito."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários