Ex-ministro das Relações Exteriores voltará a trabalhar apenas em agosto e receberá salário integral
Marcelo Camargo/ABr
Ex-ministro das Relações Exteriores voltará a trabalhar apenas em agosto e receberá salário integral

O ex-ministro das Relações Exteriores , Ernesto Araújo, recebeu uma "licença-prêmio por assiduidade" na última segunda-feira (24) e agora voltará a trabalhar somente em agosto. Durante este tempo, o ex-chanceler receberá seu salário de maneira integral. As informações são do jornalista Jamil Chade.

De acordo com a portaria do Ministério da Relações Exteriores, a medida passa a valer a partir da próxima quarta-feira (02).

Após sair do comando do Itamaraty ao ser substituído por Carlos França, Ernesto ocupava um cargo administrativo no governo Bolsonaro. A avaliação do Planalto era de que sua presença próximo ao ministério era alvo de desconforto.


Interlocutores afirmam que o governo Bolsonaro pretendia dar ao ex-chanceler o cargo de embaixador do país em Paris, perante a OCDE. A indicação se daria nesta embaixada pois ela é uma das poucas que não necessitam de sabatina no Senado Federal para a aprovação do servidor.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários