Elcio Franco está na mira dos senadores que integram a comissão de inquérito
Reprodução/Flickr
Elcio Franco está na mira dos senadores que integram a comissão de inquérito

Senadores membros da CPI da Covid irão pautar nesta terça-feira (18) a convocação de Élcio Franco, ex-secretário-executivo no Ministério da Saúde e braço-direito do general Pazuello , para depor na comissão parlamentar de inquérito.

A proposta será votada pelos senadores na mesma reunião em que estará presente o ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

A quebra de sigilo do ex-secretário de Comunicação Social, Fabio Wajngarten, também está na mira dos parlamentares, que votarão a medida amanhã. Com uma eventual aprovação, trocas de mensagens em aplicativos de conversas, e-mails enviados através da conta da Secretaria e informações bancárias do ex-integrante do governo Bolsonaro serão disponibilizadas para os membros da comissão.

"Os quatro (senadores) governistas vão resistir e não vão querer aprovar. Mas vamos fazer uma reunião na segunda-feira para que possamos alinhar essa questão e poder aprovar os requerimentos", explicou o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) ao jornal O Globo.


Com o avanço das investigações da comissão, Randolfe também relatou que vêm sofrendo ameaças. "Não sei ainda qual é o alcance e quantos senadores receberam, mas vou pedir nesta segunda-feira ao presidente da CPI que o caso seja investigado pela Polícia Federal."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários