Paes diz que apoiará outros nomes para o governo do Rio de Janeiro
Reprodução
Paes diz que apoiará outros nomes para o governo do Rio de Janeiro

Eduardo Paes (PSD), prefeito do Rio de Janeiro , declarou em entrevista que não participará da corrida ao Palácio Guanabara no ano que vem. O nome do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, agrada Paes, que pode apoiá-lo nas eleições de 2022. As informações são do portal O Globo.

Em entrevista, o atual prefeito da cidade fluminense explicou que sua saída do DEM não foi algo que ele tenha gostado de fazer, mas era necessário. Sua filiação ao PSD foi um "movimento em solidariedade ao deputado Rodrigo Maia ", já que o parlamentar é do Rio e "com quem eu faço política".

Ao falar sobre o partido escolhido, o PSD, Paes ressaltou que não há 'espaço' para a chegada do atual governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro , embora tenha com ele uma relação de respeito. Segundo o prefeito, "dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo".

Após a fala do governador, Eduardo rechaçou qualquer possibilidade de disputar as eleições do ano que vem para o governo do estado. "Não sou candidato em 2022, não há hipótese."

Você viu?

Mas isso não impediu o prefeito de citar alguns nomes que o agradam. Felipe Santa Cruz - advogado e presidente da OAB - é tido por Paes como um "nome excepcional" e que "há muito tempo a gente vem conversando" sobre uma corrida ao Palácio Guanabara. Uma eventual candidatura de Marcelo Freixo é colocada como um "bom quadro", já que "é um político muito mais flexível hoje, de mais diálogo qdo que já foi."

Ao ser questionado sobre a possibilidade do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, de transferir o seu domicílio eleitoral e disputar a eleição de governador do estado do Rio de Janeiro, Paes foi enfático: "Já sei em quem não vou votar."


Por fim, Eduardo elogiou o tom adotado pelo ex-presidente Lula ao ter sua elegibilidade retomada. Segundo o prefeito, o petista "fez um discurso zero radical, foi inteligente. Falei com Lula ao telefone depois que venci a eleição, foi rápido, nem falamos sobre Maricá (risos)."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários