PM é atropelado por motorista em Florianópolis
Reprodução
PM é atropelado por motorista em Florianópolis

No último sábado, em Florianópolis , um sargento da Polícia Militar foi atropelado por uma mulher, de 28 anos, após tentar fugir de uma abordagem ocasionada por uma infração de trânsito. A vítima sofreu um traumatismo craniano e cenas foram gravadas por uma câmera de segurança. As informações foram apuradas pelo Uol.

Conforme as imagens divulgadas, é possível ver que o policial se segurava no capô do carro , que estava sendo conduzido em alta velocidade, pela mulher, que não tem sua identidade revelada. De acordo com as informações das autoridades, a motorista ainda conduziu o carro por cerca de 200 metros com o policial ainda apoiado no capô.

Com a parada do automóvel, sargento caiu com impacto no chão. Sua queda causou um sangramento interno e externo na cabeça e motorista fugiu do local do acidente. O policial se encontra internado no Hospital Celso Ramos e seu quadro é estável. Ao longo da manhã, o exame de tomografia foi realizado e o risco de morte foi descartado.

"O policial já conseguiu se levantar e se alimentar, porém ainda sente muitas dores na cabeça devido a uma fissura, a mesma que ocasionou o sangramento interno e externo no crânio", declarou a PM através de nota.

Você viu?

A estudante, de 28 anos, teve sua prisão preventiva decretada pela Justiça por tentativa de homicídio . A defesa não se manifestou. De acordo com a PM, "a guarnição policial realizava atendimento de um acidente de trânsito no local, momento em que observaram uma infração de trânsito por parte de uma condutora com seu veículo naquela via”.

Após a motorista ter sido abordada e ter sua documentação solicitada, o policial foi até a frente do carro, pois considerou que a condutora pudesse fugir. Conforme as imagens, mesmo com o PM a frente de seu veículo, a mulher escolher acelerar no cruzamento da via.

O policial caiu desacordada, sem receber socorro da mulher que seguir com a fuga. O carro que causou o acidente foi encontrado instantes depois pela PM, na residência de sua mãe, que estava no banco carona no momento do ocorrido.

Mulher foi apreendida em flagrante, na região de sua casa, no bairro onde ocorreu o atropelamento. Ela inda resistiu a prisão e tentou agredir as autoridades, segundo a corporação. A Polícia Civil está apurando o caso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários