Homens armados fugindo durante operação policial
Reprodução/TV Globo
Homens armados fugindo durante operação policial

Foram apreendidos com criminosos da comunidade do Jacarezinho , documentos sobre a investigação da Polícia Civil que resultaram na Operação Exceptis , deflagrada hoje (6), no Rio de Janeiro. Para a polícia, a identificação dos relatórios, com o timbre do Ministério Público do Rio , em poder dos criminosos, indica que houve vazamento dos planos operacionais da corporação, que terminou com 25 pessoas mortas. As Informações são do Metrópoles.

Operações policiais em favelas durante a pandemia estavam suspensas pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desde junho do ano passado. A decisão permite ações apenas em  “hipóteses absolutamente excepcionais” , após comunicação e justificativa ao Ministério Público, exatamente os documentos que foram apreendidos na favela durante a ação.

A polícia alega que o suposto vazamento pode ter contribuído para que os criminosos montassem um plano de defesa e ataque aos policiais , resultando no número recorde de mortes. O Ministério Público foi questionado sobre o possível vazamento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários