Peixes podem voltar a existir no Rio Pinheiros?
Reprodução
Peixes podem voltar a existir no Rio Pinheiros?

O recente aparecimento de peixes no Rio Pinheiros levou muitos a acreditarem que este pode ser um indicativo de que o local está no caminho para voltar a abrigar vida. As imagens foram compartilhadas por um ciclista que passeava no local e João Doria (PSDB), governador do estado de São Paulo, comemorou a presença dos animais no rio. Veja a publicação:


Segundo dados divulgados pela BN Americas, uma multinacional que mapeia e analisa as principais ações ambientais na América Latina, a Sabesp gastou U$ 408 milhões - mais de R$ 2 bilhões - em obras de despoluição dos rios Tietê e Pinheiros nos últimos oito anos.

Mas o que esse acontecimento diz sobre a situação atual do Rio Pinheiros ?

O Portal iG  conversou com Marta Marcondes, coordenadora do Projeto índice de Poluentes Hídrico da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), e o professor e biólogo marinho Erik Comin para entender se este episódio trata-se de um caso isolado ou se há a possibilidade do rio voltar a ser moradia para os animais.

Você viu?

Marcodes classifica o compartilhamento de notícias referentes ao Rio Pinheiros, assim como de vídeos constatando a presença de peixes no local, de fundamental importância para que a população mude sua relação com o rio e o trate com maior zelo.


"Agora as pessoas estão olhando para o lugar. Isso é muito importante, essa questão da pessoa passar a olhar para o rio. Porque ao olhar [e ver os peixes], voce tem ai uma sinalização que está ocorrendo a despoluição . Então voce começa a prestar atenção no rio. Tenho o sonho muito grande que tanto o Pinheiros quanto o Tietê sejam realmente despoluídos e que a gente possa olhar pro rio com mais cuidado, mais carinho. Esse movimento todo é muito importante", argumenta.

Confira a conversa completa com os especialistas no podcast


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários