Netanyahu decreta luto em Israel após mortes em peregrinação
Reprodução
Netanyahu decreta luto em Israel após mortes em peregrinação

Após a morte de 44 pessoas em um festival religioso em Israel na madrugada desta sexta-feira (30), o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu classificou a tragédia como uma das "catástrofes mais graves" que já ocorreu no país.

De acordo com Netanyahu, "no domingo, faremos um dia nacional de luto e baixaremos as bandeiras israelenses a meio mastro em todos os prédios públicos, bases das FDI e missões israelenses no exterior. Vamos todos nos unir com a dor das famílias e na oração pela paz dos feridos. Bendita seja a memória daqueles que morreram".

O primeiro-ministro ressaltou que haverá uma "investigação completa, série e profunda para garantir que tal desastre não ocorra novamente".


O Magen David Adom, órgão equivalente a Cruz Vermelha, estima que 103 pessoas saíram feridas no maior evento em massa desde o início da pandemia do novo coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários