Brasil recuperará credibilidade quando Bolsonaro sair, diz parlamentar europeu
Reprodução
Brasil recuperará credibilidade quando Bolsonaro sair, diz parlamentar europeu

A política realizada pelo presidente da República,  Jair Bolsonaro (sem partido), foi pauta de uma entrevista realizada entre o jornalista Jamil Chade com Miguel Urbán Crespo, líder do Parlamento Europeu. Para o congressita, uma parte das lideranças europeias "fingem" acreditar nas promessas de Bolsonaro somente para manter seus negócios no Brasil.

Crespo classifica que, "na política, se comete erros. Mas precisamos diferenciar erros e crimes. Quando se toma decisões conscientes, sabendo de suas consequências, não são erros. E essa é a diferença de Bolsonaro e de outros líderes", por isso, o presidente brasileiro é um "problema para o mundo".

O líder parlamentar europeu argumentou que a imagem do Brasil com a comunidade internacional é a de um "epicentro de mutações de covid-19". Crespo diz que a credibilidade do país só voltará com a saída de Bolsonaro do cargo de presidente.

Trump foi lembrado na entrevista ao ser comparado com Bolsonaro. Miguel Crespo avalia que "havia uma concorrência dura entre ambos sobre quem dizia a maior barbaridade sobre a covid-19".

O líder do Parlamento Europeu lembrou também que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, mudou o seu posicionamento negacionista após contrair o novo coronavírus e passar dias internado no hospital. Bolsonaro, por sua vez, teve a covid-19 e dobrou a aposta em minimizar a doença.


Miguel Crespo finalizou ao reiterar que Bolsonaro é um "problema para o mundo" e que por isso é preciso haver uma ação global a fim de evitar uma recaída na pandemia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários