Senadores da CPI da Covid possuem linha de investigação contra governo Bolsonaro
Reprodução
Senadores da CPI da Covid possuem linha de investigação contra governo Bolsonaro

O governo  Jair Bolsonaro inicia a semana com a missão de se blindar da CPI da Covid, que deverá ser instaurada nesta semana. Os senadores de oposição já possuem os principais pontos de investigação para conduzir a comissão parlamentar de inquérito. As informações são do portal Uol .

A composição dos 11 senadores que irão compor a CPI é desfavorável ao governo. Omar Aziz (PSD-AM) será o presidente , Randolfe Rodrigues (Rede-AP) ocupará a vice-presidência e Renan Calheiros (MDB-AL) assumirá a relatoria . Os membros já definiram os principais pontos que serão investigados:

- Ações e discursos do Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), contrários as medidas restritivas e ações do Supremo Tribunal Federal (STF);

- Promover aglomeração em eventos oficiais, atos e viagens, bem como a não utilização de máscaras;

- Menosprezo a vacinas;

- Ignorar ofertas de imunizantes pela Pfizer, CoronaVac e Janssen;

- Financiamento insuficiente a Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Sistema Único de Saúde (SUS);

Você viu?

- Testes de detecção ao novo coronavírus estocados e sem uso próximos ao vencimento;

- Promoção de medicamentos sem comprovação científica para o 'tratamento precoce' contra covid-19;

- Produção excessiva de cloroquina pelo Exército através de recursos públicos;

- Uso político e interferência na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa);

- Pagamento para influenciadores promover o tratamento e atendimento precoce;


Senadores mais críticos deverão utilizar a mesma estratégia adotada pelo governo Bolsonaro - em identificar mau uso dos recursos públicos por prefeitos e governadores - para verificar se o governo federal utilizou de maneira adequada as verbas destinadas ao combate a pandemia do novo coronavírus.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários