Rapaz que fez comissária refém no Aeroporto de Guarulhos é policial militar
Reprodução
Rapaz que fez comissária refém no Aeroporto de Guarulhos é policial militar

O Aeroporto de  Guarulhos viveu cenas tensas na madrugada da última segunda-feira (12). Isso porque um policial militar teve um surto psicótico e capturou uma comissária de bordo da empresa Gol como sua refém utilizando uma caneta.

Frederico Correia Resende é policial militar ambiental e atuava Foz do Iguaçu, no Paraná . O rapaz encontrava-se afastado das atividades. O caso ocorreu logo após a corporação paranaense liberá-lo para realizar um tratamento psiquiátrico , de acordo com as informações do registro da ocorrência, realizado na 3ª Delegacia de Atendimento ao Turista.

De acordo com Resende , alguém o perseguiu no voo até São Paulo com a intenção de matá-lo e de assassinar seu capitão, chamado de Cézar. Ao sair da aeronave, ele se aproximou da comissária e pediu-lhe uma caneta. Ao receber o objeto , ele pegou a mulher para fazê-la refém ao colocou a caneta no pescoço dela.


Resende afirmava ter bombas na mochila, o que não foi confirmado. O homem desabafou contra a corporação pelo afastamento . "Eles fazem a cagada, fazem a corrupção e suicida o policial bom. Por que eu vou me suicidar se eu tenho três anos estudando medicina? Eu tenho um futuro brilhante pela frente, por que eu vou me suicidar ? Eles queriam fazer o meu suicídio".

A mulher não se feriu e passa bem . Por enquanto, sua decisão foi de não representar contra o policial. A empresa Gol emitiu nota afirmando que está dando "todo o suporte necessário à colaboradora".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários