Presidente Jair Bolsonaro em visita a São Sebastião, no Distrito Federal
Reprodução G Minas Gerais
Presidente Jair Bolsonaro em visita a São Sebastião, no Distrito Federal

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e o Supremo Tribunal Federal (STF). Em visita a São Sebastião, no Distrito Federal, o mandatário disse que Doria é 'patife' e que  proibir cultos é um 'absurdo'.

“Lamento os superpoderes que o STF deu aos estados e aos governadores para fechar, inclusive, igrejas de cultos religiosos. É um absurdo dos absurdos. Está valendo o decreto do governador”, disse.

“Parece que essa patife de São Paulo quer quebrar o estado, quebrar o Brasil, para depois me apontar como responsável”, disparou, sem citar o nome do  governador tucano.

O capitão da reserva também que tenha aspirações ditatoriais. “O pessoal que me acusa de ditador nunca viu uma palavra minha e um só gesto que eu fugisse da Constituição. Muitos que me acusam fogem."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários