Coveiros enterravam caixões vazios para receber propina diz MP; operação foi batizada de
Reprodução
Coveiros enterravam caixões vazios para receber propina diz MP; operação foi batizada de "Cemitério Maldito"

Cinco coveiros do Cemitério Parque da Saudade, em Formiga (MG), além de um ex-servidor local, são investigados por enterrar caixões vazios . Segundo o Ministério Público , eles recebiam propina para guardar vagas no cemitério. "Quanto o ente da família morria, os coveiros retiravam o caixão vazio e colocavam o corpo", diz trecho da denúncia.

Nesta sexta-feira (9), foi realizada uma operação para cumprir oito mandados de busca e apreensão . A Justiça pediu, ainda, seis medidas cautelares como o afastamento das funções públicas dos investigados, segundo informações do O Tempo.

"Foram coletadas provas de que os coveiros recebiam propina de famílias para assegurar lugares no cemitério, e, para tanto, enterravam caixões vazios", explicou o órgão", diz o MP.

A prefeitura de Formiga informou que foi instaurado um procedimento administrativo contra um dos investigados e que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano afastou todos os envolvidos.

"A Administração Municipal ainda esclarece que está à disposição no auxílio das investigações (...) Está sendo realizado o remanejamento entre a equipe para nova escala, bem como contratação temporária para substituição" diz a nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários