Bolsonaro volta a defender a reabertura de igrejas e templos religiosos
Texto: Giovana Fleck, Laís Martins | Infográficos: Larissa Fernandes
Bolsonaro volta a defender a reabertura de igrejas e templos religiosos

O presidente da República,  Jair Bolsonaro (sem partido), reforçou seu pedido para que igrejas e cultos religiosos possam ocorrer de maneira presencial. A fala foi realiada após a decisão do Supremo Tribunal Federal que ratificou a autonomia a estados e municípios.

"Tem que dar a chance do ser humano se recompor, se confortar, pegar uma palavra de apoio", argumentou Bolsonaro em entrevista ao canal de notícias CNN . O presidente disse que a transmissibilidade nestes locais são "quase zero". Estudos científicos mostram o contrário.

Jair também citou o artigo 5º da Constituição, que trata da liberdade religiosa, para embasar sua defesa. "(O artigo) está lá pertencendo a um capítulo das cláusulas pétreas. Não pode ser modificado nada ali. Nada, zero".


Na última quinta-feira, o plenário da Suprema Corte decidiu, por 9 votos contra 2, que estados e municípios possuem autonomia para decidir sobre as medidas de enfrentamento à pandemia de covid-19. Entre as medidas, está o fechamento de igrejas e templos religiosos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários