Entidade entrou com representação contra o presidente; saiba mais
Isac Nóbrega/PR
Entidade entrou com representação contra o presidente; saiba mais

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) enviou nesta quarta-feira (24) à Procuradoria-Geral da República (PGR) um pedido para que o  presidente Jair Bolsonaro seja denunciado por crimes na gestão da pandemia da Covid-19 .

A representação, enviada ao procurador-geral da República Augusto Aras , pede que Bolsonaro seja enquadrado nos crimes previstos nos artigos 132 (pergio para a vida ou saúde de outrem), 268 (infração de medida sanitária preventiva), 315 (emprego irregular de verbas ou rendas públicas) e 319 (prevaricação).

Você viu?

No documento, a OAB narra que a gestão do governo federal cometeu falhas como a distribuição equivocada de vacinas para o Estado do Amapá, quando as doses deveriam ir para o Amazonas, a demora no fornecimento de oxigênio para o Amazonas, que ocasionou um colapso no atendimento médico, e a aquisição de máscaras ineficazes na proteção contra a Covid-19.

A representação aponta que Bolsonaro , em maio de 2020, anunciou a assinatura de um protocolo sobre o uso da hidroxicloroquina, medicamento desaconselhado por entidades médicas por não ter a eficácia comprovada no combate à Covid-19, e passou a propagar o seu uso. Para a OAB, os gastos públicos para a compra da cloroquina configuram o crime de emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários