Homem é preso após virar suspeito de assassinar cunhada
Agência Brasil
Homem é preso após virar suspeito de assassinar cunhada

Nesta segunda-feira (22), um caso que antes foi denunciando anonimamente como desaparecimento, passa a ser tratada como feminicídio em Itabirito, região central de Minas Gerais . Segundo informações da Policial Civil, o cunhado da vítima é o principal suspeito do crime. As informações foram apuradas pelo G1. 

A vítima, que tinha 44 anos, foi vista pela última vez no mês de fevereiro e após uma denúncia anônima , as autoridades deram início as investigações e nas buscas pelo paradeiro da mulher. Algumas semanas depois, documentos e alguns pertences da vítima foram encontrados, dando indício de que um crime aconteceu.  

Em seguida, o corpo foi encontrado em um matagal na região e através de exames, foi comprovado de que ela era a mulher desaparecida. Segundo Frederico Mendes, delegado responsável pelo caso, no andar da apuração, várias pessoas próximas da vítima foram ouvidas. Um homem, de 42 anos, negou ter participado do crime, porém, suas declarações chamaram a atenção da polícia. 

“Quando o cunhado foi ouvido pela primeira vez, não na condição de suspeito ou investigado, ele contou algumas histórias estranhas, que chamaram a atenção, que teria servido o Exército, que teria arrumado problema com um tenente-coronel no Rio de Janeiro, o que foi afastado posteriormente”, declarou.  

Você viu?

Com o andamento das investigações, o homem teve uma mudança de comportamento notada com a família. 

“Ele se tornou uma pessoa muito fria. A própria esposa dele, que é irmã da vítima, ficou muito preocupada, se apresentou muito nervosa, com certo receio de estar morando com ele, chegando inclusive a pedir que familiares não saíssem da casa dela. E isso também levantou a nossa suspeita”, ressaltou. 

As autoridades suspeitam que crime pode ter ocorrido após uma recusa da vítima em ter relações sexuais com o suspeito. Eles moravam na mesma residência e a investigação aponta que crime teria acontecido na casa. 
Segundo o delegado responsável pelo caso, o pedido de prisão do suspeito foi emitido por cautela, pois a mulher do suspeito poderia sofrer uma tentativa de feminicídio. Homem deve ser atuado pelos crimes de assassinato e ocultação de cadáver . A polícia ainda investiga a ocorrência de crime sexual antes do homicídio. 

Após ser apreendido, o homem declarou estar agindo por legítima defesa, versão que é desmentida pelas autoridades. De acordo com o delegado, a mulher foi encontrada com a boca tapada com uma fita e com mais de 10 fraturas nas costelas. 

O delegado Mendes conta que, no ano passado, o homem já havia sido investigado por estupro em Ouro Preto e através disso, a polícia desconfia que ele possa estar ligado em outros crimes que aconteceram na região .  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários