Cresce a aceitação dos brasileiros por vacinas contra a Covid-19
Reprodução: iG Minas Gerais
Cresce a aceitação dos brasileiros por vacinas contra a Covid-19

No momento em que o sistema de saúde do país se aproxima do colapso , cresce a intenção do brasileiro em se vacinar. Segundo pesquisa divulgada pelo Datafolha , 84% dos brasileiros pretendem se vacinar contra a Covid-19 — um aumento de 5% em relação a janeiro (79%) e 11% em comparação a dezembro (73%).

Apesar do aumento da aceitação, o número ainda é menor do que o registrado em agosto de 2019, quando 89% dos entrevistados pelo instituto manifestaram desejo de tomar algum imunizante.

A pesquisa realizada pelo Datafolha tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos, e ouviu 2.023 pessoas de todos os estados do país entre os dias 15 e 16 de março.

Os homens tendem a ser mais resistentes a uma vacina contra o vírus do que as mulheres: entre as mulheres , 86% pretendem se vacinar, enquanto 82% dos homens desejam tomar algum imunizante.

Você viu?

Escolaridade

A aceitação é maior à medida que aumenta o nível de escolaridade: entre os que ganham até dois salários mínimos, a aceitação a uma vacina é de 84%; para os que recebem até 10 salários, o índice cresce para 88%.

No grupo dos que têm apenas o nível fundamental de escolaridade, 81% querem se vacinar, enquanto 86% dos que têm nível superior pretendem se imunizar.

Aceitação menor entre bolsonaristas


Entre os que avaliam o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como bom ou ótimo, 76% dizem que querem ser imunizados. O percentual sobe para 84% no grupo que avalia a gestão como regular; e 89% nos que avaliam o governo como ruim ou péssimo.

Na avaliação sobre a gestão do presidente em relação à pandemia , 71% dos que acham veem como boa ou ótima pretendem se vacinar; 86% dos que veem como regular pretendem se imunizar; e, dos que avaliam como ruim ou péssimo, 89% querem se vacinar contra a Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários