Idosa havia tomado uma dose do imunizante de Oxford, e outra da CoronaVac
Reprodução
Idosa havia tomado uma dose do imunizante de Oxford, e outra da CoronaVac

Encarnação Morata, de 90, moradora de Lucélia (SP), recebeu nesta sexta-feira (19) a segunda dose da CoronaVac , vacina do Butantan contra a Covid-19. É a terceira aplicação de vacina na idosa, já que ela havia tomado uma dose da CoronaVac e uma dose do imunizante da AstraZeneca/Oxford — o que não é indicado por especialistas.

Após a confusão na aplicação de doses de fabricantes diferentes, a Secretaria de Saúde da cidade decidiu aplicar a segunda dose da vacina que ela havia tomado da primeira vez.

Segundo a secretaria, a confusão se deu porque a família não informou aos profissionais de saúde que a idosa já havia sido vacinada; dessa forma, os técnicos de enfermagem acreditaram que Encarnação estava tomando a primeira dose.

A Prefeitura de Lucélia disse, ainda, que, como Encarnação foi vacinada em casa, não foi possível conferir sua ficha no sistema Vacina Já, do Governo de São Paulo, que controla todos os vacinados em São Paulo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários