“A esperança é a última que morre. O duro é que está morrendo tanta gente que até a esperança está na UTI”, diz Mandetta
Reprodução: iG Minas Gerais
“A esperança é a última que morre. O duro é que está morrendo tanta gente que até a esperança está na UTI”, diz Mandetta

Em entrevista para o site Congresso em Foco , Luiz Henrique Mandetta , que já ocupou a cadeira de Ministro da Saúde , cobrou uma mudança na postura de Jair Bolsonaro na condução do combate à covid-19.

Segundo Mandetta, "pode colocar o Prêmio Nobel de Medicina no ministério. Se o presidente não mudar, nada muda".

A afirmação sucede a nomeação de Marcelo Queiroga como novo Ministro da Saúde no lugar de Eduardo Pazuello. O desafio, de acordo com Mandetta, será em ter autonomia como ministro.


“A esperança é a última que morre. O duro é que está morrendo tanta gente que até a esperança está na UTI”, finalizou o primeiro dos quatro ministros da Saúde do governo Bolsonaro .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários