Adenilde da Silva é suspeita de aplicar
Reprodução
Adenilde da Silva é suspeita de aplicar "vacina de vento" em pacientes

A enfermeira suspeita de ter aplicado a "vacina de vento" em uma idosa de 85 anos em Copacabana, no Rio de Janeiro , foi indiciada nesta sexta-feira (12) pela Polícia Civil . O caso está em andamento na 12ª DP, que solicitou o afastamento da profissional de saúde após concluir que houve o desvio de dose.

De acordo com as investigações, Adenilde Lourenço da Silva desviou a dose que seria aplicada na idosa no dia 27 de janeiro. A enfermeira, que trabalhou por 11 meses na unidade de saúde, prestou depoimento por duas horas para os agentes da 12ª DP.

Durante a conversa, ela admitiu que houve uma mudança nos protocolos de aplicação da vacina na idosa e disse que, naquele dia, não estava colocando o líquido imunizante nas seringas. Quem estava fazendo isso, segundo ela, era uma residente que estava com ela.

Adenilde teria informado que assim que pegou a seringa dentro de uma caixa de gelo, notou que havia algo de errado, mas preferiu não comunicar o fato à enfermeira chefe. O caso foi encaminhado para a unidade de saúde e começou a ser investigado pela Polícia Civil sob a suspeita de crime de peculato.

A técnica foi afastada do cargo pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) diante da denúncia de irregularidades na aplicação da vacina e a idosa teve a vacina reaplicada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários