Doria criticou
Reprodução: ACidade ON
Doria criticou "extremos" Lula e Bolsonaro

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB) , se pronunciou sobre a anulação das condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato após despacho do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) . O tucano criticou a possível polarização do cenário.

"Bolsonaristas radicais propagam a ideia de que ser contrário ao presidente é ser favorável a Lula, e vice-versa. A polarização favorece os extremistas, que destroem o país. O Brasil é muito maior do que Lula e Bolsonaro", disse, no Twitter.

Doria deve ser um dos candidatos à presidência em 2022. Além dele, diversos potenciais presidenciáveis, como Ciro Gomes e Guilherme Boulos, repercutiram a elegibilidade de Lula.

O presidente Jair também se manifestou. Segundo ele,  o ministro Edson Fachin "tem ligação com o PT".

"Fachin sempre teve ligação com o PT. [É uma decisão que] Não me estranha, mas todo mundo foi surpreendido", disse Bolsonaro em entrevista à CNN Brasil em frente Palácio da Alvorada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários