Suspeitos do crime fugiram em um carro HB20 branco
Reprodução
Suspeitos do crime fugiram em um carro HB20 branco

Dois criminosos assaltaram uma idosa de 81 anos e seu cuidadora em Porto Alegre após fingirem que faziam parte da equipe de vacinação contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2). O crime ocorreu nesta quinta-feira (4) depois que os golpistas ligaram para a vítima para agendar uma visita à casa dela.

Segundo informações da polícia, a dupla se identificou como sendo um agente de saúde e uma técnica de enfermagem da Secretaria de Saúde da capital. Eles tentaram marcar a visita para a aplicação do que seria a segunda dose do imunizante. A idosa, porém, já havia se vacinado, o que fez com que eles se oferecessem para vacinar a cuidadora, que possui 62 anos.

Após entrarem na casa da vítima, os criminosos anunciaram o assalto e exigiram um cartão de banco específico e as informações necessárias para usá-lo. O objeto, porém, não estava na residência no momento.

Contrariado, o homem passou a agredir a cuidadora com socos e tentou amordaçá-la. A idosa não foi agredida. Os suspeitos, que vestiam jalecos do SUS e portavam equipamentos com a identificação do sistema, fugiram em seguida em um carro da marca Hyundai e modelo HB20 na cor branca. Eles levaram um telefone fixo, um celular e documentos da cuidadora.

A polícia está analisando imagens de câmeras de segurança da rua, mas ainda não descobriu as identidades do casal. A suspeita é que o carro usado na ação tenha sido roubado.

Os investigadores não descartam a possibilidade de que uma pessoa conhecida das vítimas ou um servidor da Secretaria de Saúde tenha relação com o crime.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários