Clínica foi interditada após denúncias
Policia Civil GO/ Divulgação
Clínica foi interditada após denúncias

O Instituto Restaurando Vidas, direcionada para a recuperação de dependentes de drogas em Valaparaíso (Goiás), foi interditado no iníciodesta semana após denúncia de uma série de abusos, entre os quais o crime de cárcere privado. De acordo com pacientes que buscaram autoridades, funcionários e gestores praticaram agressões psicológicas, além de outras irregularidades como medicação sem receituário.

A Superintendência de Vigilância em Saúde do Estado do Goiás apura as denúncias. Em agosto de 2019 uma primeira operação foi realizada na clínica, constatando irregularidades e apresentando um termo de intimação para que os problemas fossem corrigidos. Um ano e meio depois, porém, as denúncias voltam a ocorrer.

De acordo com relatos dos residentes aos agentes de saúde, divulgados pelo portal Metropole, a comunicação de todos com a família era restrita pelos funcionários da clínica, que permitiam que alguns pacientes fizessem apenas uma ligação por semana. Um interno também revelou ameaças de um funcionário, que dizia que poderia levá-lo para outra clínica "onde o filho chora e a mãe não vê".

os envolvidos, que relataram ser impedidos de sair da clínica e receber ameaças, prestaram depoimentos na delegacia. Uma das vítimas relatou que era constantemente dopada para que não deixasse o local. Na clínica, foram encontrados sedativos de alta dosagem sem prescrição.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários