Polícia investiga morte de empresário com 14 facadas; funcionário é suspeito
Reprodução
Polícia investiga morte de empresário com 14 facadas; funcionário é suspeito

A Polícia Civil investiga a morte do empresário Jonathan Reis de Oliveira, de 26 anos, que foi esfaqueado pelo menos 14 vezes, em Maringá, no Paraná. O suspeito do crime é um funcionário da vítima, que foi preso preventivamente.

O crime aconteceu no último sábado (20). Jonathan Reis tinha uma empresa de limpeza de estofados. Mateus Felipe Marçal, de 24 anos, trabalhava como ajudante e é o principal suspeito do crime. 

Segundo a polícia, Mateus foi encontrado em casa com uma faca e o celular da vítima. Imagens de câmera de segurança mostraram também o suspeito entrando na casa da vítima e saindo alguns minutos depois.

"Pelas imagens, a gente deduz que ele estava sob efeito de alguma substância entorpecente, diante da movimentação dele. Ele sai colocando algo na cintura, possivelmente a arma utilizada no crime", afirmou o delegado Diego Garcia, em entrevista ao G1.

O suspeito foi interrogado na delegacia antes de ser preso. De acordo com a polícia, as respostas foram contraditórias. Mateus afirmou que teria agido em legítima defesa. Ele também afirmou que estava com o celular do patrão porque Jonathan deu o aparelho a ele.

Segundo o delegado, o suspeito pode responder por latrocínio, quando há um roubo seguido de morte, ou por homicídio.

Você viu?

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários