Momento de transferência de alguns pacientes do Amazonas para outras cidades
Divulgação/ FAB
Momento de transferência de alguns pacientes do Amazonas para outras cidades

O governador Wellington Dias (PI), presidente do Consorcio Nordeste e Coordenador da Temática de Vacina no Fórum Nacional de Governadores , disse nesta quarta-feira (27), que apesar da disponibilidade dos estados em receber pacientes com Covid do Amazonas , faltam aeronaves e equipes médicas para o transporte.

A transferência começou às pressas no dia 15 de janeiro como forma de diminuir o número de pacientes nos hospitais de Manaus . Segundo o governo do Amazonas, 302 pacientes foram transferidos.  O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que está em Manaus atuando por tempo indeterminado, disse ontem que pretende remover 1,5 mil pacientes para poder atender a demanda por leitos nos hospitais.

O secretário de Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo , também fez um alerta nesta semana para a necessidade de aumentar a remoção de 30 para 90 pacientes diariamente. A operação é considerada complexa, eles são avaliados por médicos e transferidos conforme a classificação de risco, sendo necessário equipamentos e profissionais para o acompanhamento durante o voo.

Até o momento, 12 estados já receberam pacientes do Amazonas . Um grupo de 16 pessoas foi levado na terça-feira (26) para Macéio, em Alagoas. Segundo o governador Wellington Dias, 16 estados estão com vagas disponíveis.

"Foram 16 Estados que disponibilizaram vagas. Falta mesmo é aeronaves com equipamentos e equipe médica, enfermeiros e intensivistas", disse Dias.

Já receberam pacientes do Amazonas: Teresina/PI (23), São Luís/MA (39), Brasília/DF (15), João Pessoa/PB (15), Natal/RN (41), Goiânia/GO (32), Belém/PA (23), Maceió/AL (30), Vitória/ES (36), Recife/PE (27), Rio Branco/AC (3) e Uberaba/MG (18).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários