Bolsonaro em atos antidemocráticos
SERGIO LIMA / AFP
Bolsonaro em atos antidemocráticos

Um relatório feito pela Polícia Federal foi enviado ao ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ), Alexandre de Moraes, que com o final de várias investigações, até o momento, foi constatado que não há sustentação o suficiente para acusar pessoas pela participação e ou financiamento em atos antidemocráticos . As informações foram apuradas pela Folha de São Paulo. 

O inquérito foi aberto e abril do ano passado, direcionado para os bolsonaristas que pediam o fechamento do Congresso Nacional e do STF. Depoimentos de Eduardo e Carlos Bolsonaro foram recolhidos pelas autoridades à frente do caso. 

O material desenvolvido está com a Procuradoria-Geral da República ( PGR ) e  as medidas constatadas no documento serão analisadas. Já a PF, não apresentou novos recursos para o andamento do caso, indicando o fim de sua participação na ação. 

O relatório foi enviado em dezembro de 2020 para o ministro do STF pela delegada Denisse Dias Ribeiro, porém eles focam direcionados a PGR, onde permanecem até o momento.  

A delegada Ribeiro ainda não identificou o documento como parcial e nem como final, como é o procedimento padrão. Para que o inquérito siga aberto, será preciso que a PGR peça novos meios de investigação e precisarão conseguir uma autorização do ministro Moraes. Outra opção seria se o ministro devolvesse as investigações para a PF, assim o caso continuaria sendo investigado. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários