Aulas presenciais em São Paulo na rede estadual está marcada para o dia 4 de fevereiro
Raphael Alves / Agência O Globo
Aulas presenciais em São Paulo na rede estadual está marcada para o dia 4 de fevereiro

governo do estado de São Paulo oficializou na última terça-feira (5) através de um edital a contratação de até 10 mil professores para lecionarem em 2021, de forma presencial.

As inscrições podem ser feitas através da plataforma Banco de talentos , do governo estadual, e poderá ser feita a partir das 17h desta quarta (6) até o dia 20 de janeiro.

Educadores que fazem parte do grupo de risco para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) não poderão participar do processo seletivo. Dentre os grupos estão idosos (60 anos ou mais), gestantes, diabéticos, cardiopatas, hipertensos e portadores de doenças respiratórias crônicas.

O secretário de educação Rossieli Soares afirmou que o número de profissionais que serão contratados nao foi definido previamente: 

"A estimativa é de 7 a 10 mil professores nesse processo. Em uma rede de 190 mil, é pouco. A estimativa é minha porque vou contratar a mais para termos mais projetos", declara em entrevista ao uol.

A Apeoesp , sindicato dos professores da rede estadual, ameaça entrar em greve para evitar o retorno das aulas presenciais , que está marcado para o dia 4 de fevereiro.

O sindicato defende que o ensino continue de forma remota até que os docentes sejam imunizados contra a Covid-19. A Deputada estadual e presidente da Apeoesp, Professora Bebel ( PT ) criticou a decisão do governo estadual:

“Nos colocaram na posição de essenciais, mas não querem nos priorizar na vacina”


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários