Moradores de Teresina protestaram pela falta de energia na região neste sábado (2)
Reprodução/TV Clube
Moradores de Teresina protestaram pela falta de energia na região neste sábado (2)

Os moradores de Teresina , no Piauí , voltaram a ter fornecimento de energia neste domingo (3) após a distribuidora Equatorial Piauí, empresa responsável pelo sistema elétrico, restabelecer completamente a distribuição na cidade. A capital estava sem luz desde a noite de 31 de dezembro. As informações são do jornal Folha de S.Paulo .

Em nota, a empresa diz que "100% das ocorrências coletivas" foram restabelecidas e que foram solucionadas todas as interrupções que atingiam mais de um cliente.

Os problemas começaram durante um temporal na capital piauiense. Na ocasião, ao menos 280 árvores caíram sobre a rede de distribuição de eletricidade do município, tornando necessário reconstruir parte da infraestrutura.

"As fortes chuvas geraram severos danos à rede elétrica", disse a empresa. "Em função da gravidade dos danos causados ao sistema elétrico, os trabalhos de recuperação tiveram alta complexidade e tempo de recomposição maior."

O longo período gerou protestos nas ruas e em redes sociais. Na tarde deste sábado (2), moradores da região norte da cidade protestaram em duas avenidas por causa do problema. Eles queimaram pneus e interditaram as pistas gritando "queremos energia".

A Equatorial diz que mobilizou 82 equipes de atendimento emergencial, sendo 15 de manutenção pesada, e manteve quase 300 colaboradores trabalhando em tempo integral desde o início da crise para restabelecer do abastecimento.

"Diferentemente do atendimento emergencial em condições típicas, nesta situação houve a necessidade de reconstrução da infraestrutura de redes que foram destruídas pelo evento climático registrado", afirmou a empresa.

Em novembro, moradores de 14 das 16 cidades do Amapá tiveram que conviver com apagões e racionamento de energia por até 22 dias, depois que uma explosão em uma subestação desconectou o estado do restante do país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários