Cabo Melo morreu afogado após tentar salvar quatro crianças
Reprodução Facebook
Cabo Melo morreu afogado após tentar salvar quatro crianças

O cabo da Polícia Militar , Diogo Gomes de Melo, de 31 anos, morreu afogado após tentar salvar quatro crianças que foram puxadas pela correnteza na tarde de ontem (29), na praia de Itanhaém , no litoral paulista.

De acordo com as informações divulgadas pelo Agrupamento de Bombeiros Marítimos, o policial estava em seu dia de folga com sua família na praia do Suarão, por volta das 16h20. Em seguida, ele entrou no mar para salvar seu enteado de 10 anos e mais três sobrinhos de 12 anos que estavam se afogando e foram levados pela correnteza.

Ele conseguiu salvar duas crianças até ser puxado pela correnteza e seu corpo desaparecer no mar. Os banhistas ao redor conseguiram ajudar e resgatar as quatro crianças, que agora passam bem. As buscas pelo corpo do cabo Melo foram iniciadas com uma equipe com 11 oficiais que uma hora depois, localizam o policial. O Samu foi chamado e Melo encaminhado para a UPA de Itanhaém, mas ele acabou não resistindo e chegou ao hospital sem vida.

O departamento de comunicação da Polícia Militar de São Paulo divugou que o cabo Melo integrava a coorporação havia 11 anos e meio. Ele havia sido realocado para a baixada Santista para atuar na "Operação Verão".

O presidente Jair Bolsanaro, irá passar sua virada de ano em São Paulo, lamentou a morte do Cabo Melo em um vídeo postado em suas redes sociais.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários