Governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC)
Márcio Melo/Agência O Globo
Governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC)


O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), revogou o decreto que determinava o fechamento do comércio não essencial , portanto, a partir de segunda-feira (28) as atividades voltam ao normal. A decisão foi tomada no último sábado (26), após manifestações na capital Manaus que exigiam a reabertura do comércio.

Lima realizou uma reunião, das 22h às 2h, com representantes dos comerciantes e deputados no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). O decreto gerou indignação junto aos comerciantes, que se sentiram lesados pela medida ter sido tomada no final do ano, justamento no período em que há maior lucratividade.

A revogação permite que a partir de segunda-feria (28) estabelecimentos comerciais fiquem abertos de 8h às 16h de segunda a sexta-feira; shoppings poderão funcionar das 12h às 20h, de segunda à sexta; bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência e flutuantes podem funcionar 6h por dia, no máximo até as 22h; festas em espaços públicos e privados seguem proibidos.

Você viu?

O governador prometeu ratificar o decreto do plano de flexibilização neste domingo (27). Segundo Lima, empresários devem colaborar com a flexibilização. 

"Esse nosso decreto começa a valer a partir de segunda-feira, até o dia 11 de janeiro. Se nós tivermos um nível menor, abaixo de 85% de ocupação de leitos de UTI , há possibilidade da gente aumentar a nossa flexibilização. No entanto, se a gente tiver um aumento desse percentual, a gente vai sentar pra reunir e entender quais novas decisões e restrições nós vamos adotar", disse o governador.


O Amazonas vive há três meses um período de aumento no número de casos e internações por Covid-19 (Sars-cov-2). Até o momento são 5,1 mil mortos por Covid-19.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários