Chuvas
Reprodução/NSC TV
Fortes chuvas causam estragos e mortes em ao menos 14 cidades de Santa Catarina

Mais uma morte por causa das  fortes enxurradas no Vale do Itajaí , em Santa Catarina, foi confirmada na manhã deste sábado (19) pela Defesa Civil estadual. Segundo a prefeitura de Rio do Sul , a vítima é uma mulher que estava desaparecida desde quinta-feira (17). Neste sábado, o presidente Jair Bolsonaro deve sobrevoar as áreas atingidas .

A mulher, que não teve a identidade informada até as 11h40, é a segunda vítima em Rio do Sul. Uma pessoa morreu em Ibirama e outras 14 pessoas, em Presidente Getúlio , onde os bombeiros continuam as buscas por seis pessoas.

Cinco residências foram arrastadas pela enxurrada em Rio do Sul e duas pessoas, um homem e uma mulher, morreram. Eles moravam em casas diferentes que estão entre as que foram levadas pela chuva. O homem foi localizado ontem e a mulher, nesta manhã pelos bombeiros.

Já em Presidente Getúlio, outra enxurrada também atingiu a cidade após fortes chuvas entre a noite de quarta-feira (16) e a manhã de quinta-feira (17). Na cidade, muitas casas foram destruídas e arrastadas pela força da água. Há seis pessoas desaparecidas e 14 mortes confirmadas na cidade. Na sexta, uma família foi velada e outro sepultamento ocorreu neste sábado.

Segundo a Defesa Civil, 14 municípios tiveram registros de estragos com o temporal:

  • Presidente Getúlio - atingido por forte enxurrada e 12 pessoas morreram. O trajeto onde fica o ribeirão no bairro Revólver ficou todo comprometido, conforme o comandante dos bombeiros voluntários de Presidente Getúlio, Alex Lima. São cerca de 4 quilômetros de ribeirão. "Praticamente todo esse trajeto ficou comprometido com pedras, barreiras, estradas danificadas, etc", afirmou o comandante. Sete pessoas estão desaparecidas. Cerca de 370 casas e 1,6 mil pessoas foram atingidas. Dois abrigos foram montados;
  • Rio do Sul - duas pessoas morreram. Residências foram arrastadas e outras, inundadas. Três abrigos foram montado;
  • Ibirama - uma pessoas morreu. Prefeitura afirma que houve deslizamentos, alagamentos e quedas de muros e árvores;
  • Lontras (Vale do Itajaí) - houve enxurrada no Ribeirão do Salto. Segundo a Defesa Civil municipal, 27 casas foram atingidas e 86 pessoas, afetadas;
  • Aurora (Vale do Itajaí) - atingida por alagamentos. Também houve lagoas que transbordaram, inundação de residências e deslizamentos;
  • Apiúna (Vale do Itajaí) - danos em ruas e pontilhões;
  • Ascurra (Vale do Itajaí) - registrou deslizamentos, enxurrada e danos em ruas e pontes;
  • Santo Amaro da Imperatriz (Grande Florianópolis) - teve deslizamentos;
  • Palhoça (Grande Florianópolis) - registrou alagamentos e deslizamentos;
  • Rancho Queimado (Grande Florianópolis) - perigo de deslizamento;
  • Santa Rosa do Sul (Sul) - teve destelhamentos e dano em ponte;
  • Siderópolis (Sul) - deslizamento de terra atingiu casa;
  • Urussanga (Sul) - teve deslizamentos, alagamentos e quedas de árvores;
  • Balneário Camboriú (Litoral Norte) - houve alagamentos, deslizamentos e quedas de árvores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários