O caso ocorreu na rua Laranjeiras, no bairro Brasil Novo.
Reprodução/Globonews
O caso ocorreu na rua Laranjeiras, no bairro Brasil Novo.

No último domingo (22), um curto-circuito causou explosões em série na capital Macapá. No mesmo dia, o  Amapá registrou o maior volume de chuva de 2020. O estado completa hoje (23) três semanas sem energia elétrica . As informações foram dadas pelo G1 .

O caso ocorreu na rua Laranjeiras, no bairro Brasil Novo. Cristina Cantuária, de 46 anos, mora na região e disse que ficou com receio de sair de casa. Ela também informou que essa não foi a primeira vez que viu explosões nos postes de energia.

"A gente teme que possa acontecer algum incêndio ou algo pior, porque já pensou se a gente está dormindo e isso estoura e se alastra o fogo? Se torna um risco mesmo. Ontem tive que ir pra casa dos meus filhos porque ficamos com muito medo de acontecer algo grave. Foi muito desespero", relatou Cristina.

A Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou, em nota, que as explosões foram causadas pelo atrito entre dois cabos de alta tensão provocado pela ventania durante as fortes chuvas .

O Núcleo de Hidrometeorologia (NHMet) do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa) afirmou que “essa chuva de agora de domingo foi a mais intensa de todo o ano de 2020”. Em menos de uma hora, foi registrado um acúmulo de aproximadamente 74 milímetros.

A distribuidora de energia disse que o problema do curto-circuito foi solucionado na madrugada desta segunda-feira (23). “As equipes operacionais da CEA foram acionadas e a situação foi normalizada às 2h25 desta segunda”, afirma a estatal em comunicado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários