Merenda
Divulgação/Governo Federal
Suspensão das aulas presenciais interferiu na dieta de alunos mais carentes

O governador João Doria anunciou, nesta quinta-feira, a prorrogação do programa Merenda em Casa, que oferece auxílio financeiro para a alimentação de alunos em vulnerabilidade econômica durante o período da pandemia da Covid-19 e consequente período letivo em formato remoto.

"O programa atende os estudantes mais carentes, aqueles que vivem, infelizmente, em situação de pobreza ou extrema pobreza e que recebem a oportunidade de fazerem a sua merenda em suas casas", disse Doria. Desde abril, os alunos recbem o valor-base de R$ 55 para compra de alimentos.

O benefício será extendido até o fim do ano de 2020. No total, de acordo com o governo de São Paulo, o valor investido no programa será de R$ 345 milhões.

Para receber o auxílio, os alunos devem ser de famílias que recebem o Bolsa Família ou vivem em situação de extrema pobreza e não recebem o benefício federal, de acordo com o Cadastro Único do Ministério da Cidadania.

    Veja Também

      Mostrar mais