Joice Hasselman evitou jogar a toalha, apesar da sétima colocação nas pesquisas
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados - 19.6.19
Joice Hasselman evitou jogar a toalha, apesar da sétima colocação nas pesquisas

Joice Hasselman (PSL) compareceu à sua cabine de votação no início da tarde deste domingo (15). Sem a presença o senador Major Olimpio (PSL), inicialmente previsto para acompanhá-la, Joice minimizou a ausência do correligionário e justificou que ele não pôde comparecer após a candidata alterar o horário de votação de 10h para 12h30. Embora evite jogar a toalha, Joice disse que, caso não seja eleita, "o quadro é de tragédia".

Haselman entrou no colégio no colégio já gravando uma live para os seguidores nas redes sociais. A câmera a acompanhou da porta à urna e da urna à porta, período em que a candidata parou para atender e tirar foto com pelo menos cinco eleitores. "Pessoalmente, eu gosto do Bruno. É um bom menino. Mas ele não deu conta do recado com a despensa cheia, o orçamento completo", afirmou. "O projeto não é bom para São Paulo."

Joice evitou desistir da vitória, apesar da sétima colocação nas pesquisas com 3% das intenções de voto, levando em consideração os votos válidos, segundo a última pesquisa do Ibope. "Eu sou uma mulher de coragem, não desisto nunca. E vamos mudar São Paulo", disse à câmera.

"Vamos esperar, é cedo para falar, mas o quadro é de tragédia. Quando olho os candidatos que se colocam na briga ou que as pesquisas dizem que estão melhor pontuados, é uma tragédia", complementou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários